quarta-feira, 18 de junho de 2008

Enquanto isso, na padaria

Enquanto eu deveria estudar história ou ver o jogo de futebol do BrasilxArgentina, estou a confabular no meu blog. Que bonito isso! Depois de conversas mal-respondidas com capuccinos, festa junina e fogueira no vizinho, vizinhos barulhentos, cachorros latindo e novela no volume máximo... desisti! Não tinha mais o que estudar muito menos o que absorver do conteúdo que é tão pouco, miserável, digesto e compreensível.
Frustações à parte depois de quatro convites recusados para um capuccino comigo, o chantili do dito cujo me olhava com temor e parecia clamar para que eu não o comesse. Não tive chance nem de pensar em direito de réplica pro coitado: fui direto pondo na boca o doce mais gorduroso que me dá prazer (até onde sei).
Depois da oxigenação dos 15 míseros minutos de caminhada de volta para casa cheguei a conclusão de que preciso, urgentemente de uma paixão avassaladora que me faça perder a cabeça e os pés do chão! Bem, quem é que não precisa, não é mesmo? Mas a vida anda tão rotineira, apenas engraçada o suficiente para não ser depressiva. Amorzinho quentinho de sofá e amigo pode ser que possa ter, mas paixão avassaladora tá difícil de encontrar. As borboletas da minha barriga estão cansadas ou voltaram a fase de larvas: não voam mais, não batem as asas e portanto não me fazem sentir o revoar das borboletas. Malditas sejam!
Os bizantinos que me perdoem, mas meu papo comigo mesma está muito mais interessante! Acho que minha paixão comprometedora da integridade física&moral (hahaha) está em Londres ou talvez quem sabe na Alemanha. Pena eu não ter pai ou mãetrocínio ou tampouco dinheiro para encontrar a tal da paixão.
Vou fazer uma placa: PROCURA-SE PAIXÃO ARREBATADORA COM MAIS DE 1,80M! Como diriam os cassetas: seus problemas se acabaram-se! Hahaha. De que servem meus amigos nessas horas de solidão? De nada! Pobrezinhos... vou é assistir o jogo esperando um resultado menos vergonhoso pro Brasil (se bem que como meu professor falou, bom seria o país parar de olhar só para o futebol).

3 comentários:

Luh disse...

Sei como é. Não que eu queira virar freira mas em ano de vestibular até que é bom ficar com o coração mais tranquilo! haha

Ah, mesmo se eu andar 15 minutos eu chego numa padaria daqui que nem o pão é bom! Que invejinha! haha.

beeijo

André Almeida disse...

tenho varios amigos com mais de 1,80m. peço pra enviar curriculo com foto pro teu imeio?

Louie Louie disse...

É deveras importante especificar a altura!
Eu certa vez também fiz uma plaquinha, mas eu não procurava uma paixão, pelo contrário, procurava uma aventura sexual 100% descompromissada, eu não precisava nem saber o nome da coitada. A placa dizia: "Procura-se garota a fim de sexo sem compromisso", e essa placa realmente foi feita! Tinha até meu telefone, e ligaram, mas eu fiquei sem graça e dei bolo na moça, coitada.
Podias tentar, faz uma propagandinha básica, tipo "morena, pele clara, olhos castanhos, 1,5m de perna", ia chover homem querendo se apaixonar por ti.